Evipes - O Checkout dos Campeões

O que é LTV e por que é tão importante?

Você sabe o significado de LTV e a importância que essa métrica possui? O termo em inglês “Lifetime Value” ou em português “Valor Vitalício”.

LTV é o valor que um cliente vai gerar em receita para a sua empresa, desde a primeira até a última compra dele. Dois fatores serão levados em conta: O valor e o tempo, e eles podem ser diversos. Existem clientes com LTV de 1 segundo, e outros com mais de 50 anos. Os valores do LTV mudam de acordo com o modelo de negócio.

Vamos entender melhor sobre o que é LTV, a importância para sua empresa e como você pode calcular o seu? Veja abaixo:

O que significa LTV?

Como dissemos, LTV é a sigla para o termo em inglês “Lifetime Value” e traduzindo fica “Valor Vitalício”. Em outras palavras, o LTV é o indicador de fidelidade de um cliente, e só é fiel aquele que está satisfeito com o produto ou serviço da empresa. Desse modo, o consumidor que possui uma experiência positiva estará satisfeito, e seu negócio terá sucesso.

Este índice mede o valor sobre o tempo de vida do cliente, ele considera o quanto que um cliente pode gerar de receita durante o período em que permanecer em determinado negócio, por exemplo, o cliente se torna um assinante ou usuário do serviço que sua empresa oferece.

Essa métrica está intimamente ligada à satisfação do cliente, portanto, ela pode ser trabalhada com o funil de vendas e outras estratégias para fidelizar o cliente.

Qual a importância do LTV?

Acompanhar o Lifetime Value é muito importante, para conseguir projetar o futuro financeiro do seu negócio. A Partir do LTV, é possível decidir os investimentos e ações que serão feitas em algumas áreas, por exemplo, no marketing e vendas.

Ela também traz grande importância, desenvolvimento e validação do produto, pois ela está relacionada à experiência do cliente.

Trabalhar e acompanhar o LTV irá dar pistas ao longo do tempo, sobre interessantes tendências de consumos dos  clientes. Conseguindo antecipar o crescimento da demanda, permitindo ao seu negócio se preparar melhor.

E como dissemos, o LTV envolve a fidelidade, experiência, satisfação e sucesso do cliente e empresa. Veja outros pontos que podem ser descobertos:

  • O LTV pode ser utilizado para a criação de estratégias de Upsell e Cross Sell, para clientes que geram receita para a empresa;
  • A empresa também consegue detectar quais são os clientes mais propensos a realizar indicações do produto ou serviço para outras pessoas;
  • Também é possível avaliar o que tem gerado sucesso durante campanhas, experiência do consumidor, e o que deve ser alterado e melhorado no produto ou serviço que é oferecido.

Para quem trabalha com a experiência do cliente de forma assertiva, o LTV é um grande indicador. Veja mais alguns:

  • Ticket Médio;
  • Receita Recorrente Mensal;
  • Taxa de ativação;
  • Custo por Aquisição de cliente;
  • Customer Effort Score;
  • Net Promoter Score (NPS);
  • E outros indicadores que podem ser usados em suas operações.

Este conjunto de indicadores ajudam a empresa a ter um perfil de fidelidade com a experiência do cliente. Dessa forma, será possível saber se a experiência do consumidor foi positiva ou negativa.

Saiba como calcular o seu LTV:

A fórmula para calcular o LTV médio da empresa é bastante simples, veja como é:

  • Ticket médio do cliente x média de transações feitas por cliente ao ano x quantidade de anos em que o consumidor permanece ativo na empresa.

A partir desta fórmula será possível chegar a um valor médio para a empresa, você também pode fazer o cálculo para um determinado cliente ou para um grupo deles. Em casos em que o cálculo será feito de forma individual, você deve multiplicar o ticket médio X a quantidade de operações por ano x quantidade de anos da pessoa ou da conta.

O que é Ticket médio:

O ticket médio representa o valor médio gasto na empresa, quanto maior for o valor, mais os clientes estão gastando nas compras. Esse indicador mostra o comportamento do consumidor dentro da marca, e pode ser relacionado com a satisfação com o produto.

Ele pode ser calculado de duas formas, variando com o objetivo de cada negócio. Desse modo, será possível calcular o ticket médio efetuado em cada compra, ou seja, quando o cliente gasta, em média, a cada compra realizada em sua empresa.

O ticket médio em relação a quantidade que o cliente gastou em determinado período de tempo, e não importante a quantidade de compras realizadas.

Como melhorar o seu LTV:

O LTV não leva em conta a quantidade de clientes de uma empresa, ela ajuda a oferecer uma experiência positiva e a possibilidade de medir a possibilidade. Veja as práticas que são interessantes para melhorar o LTV:

  • Realize uma pesquisa de mercado para conhecer o cliente ideal para a empresa;
  • Trabalhe as técnicas de vendas e marketing;
  • Faça benchmarking da concorrência para conseguir conhecer os erros e acertos;
  • Peça feedbacks e acompanhe as avaliações que sua empresa recebe nas redes sociais;
  • Mantenha a comunicação com seus clientes, antes, durante e depois da venda;
  • Implemente as demandas dos clientes e que estão ao alcance da empresa;
  • Faça pesquisas de satisfação e NPS com os compradores;
  • Monitore outros indicadores para captar insights;
  • Considere o LTV no seu planejamento para médio e longo prazo;
  • Utilize o LTV para conhecer as tendências de consumo e criar estratégias;
  • Revise e avalie as estratégias regularmente.

Conclusão:

É importante saber que seu cliente pode gastar muito na sua empresa ao longo da vida, e também é possível fazer com que ele gaste mais e por mais tempo. Você pode incentivar o cliente a realizar novas compras ao longo dos anos.

Sua empresa deve se preparar e oferecer uma boa experiência aos clientes, entender as demandas e aprimorar estrategicamente o que for necessário para que o consumidor realmente tenha sucesso.  O LTV deve ser trabalhado pela empresa, com muito cuidado e planejamento para trazer resultados e fidelização de determinado cliente.